CEI para investigar “herança maldita” em Goiânia já tem assinaturas para ser aberta

Vereador e propositor Jorge Kajuru revelou que já tem o número suficiente para pedir abertura da comissão

Jorge Kajuru, propositor da CEI; Dra. Cristina; Elias Vaz e Zander Fábio, 1º secretário da Câmara | Fotos: Fernando Leite/ Jornal Opção

A Comissão Especial de Inquérito (CEI) para investigar a última gestão da capital, comandada pelo ex-prefeito Paulo Garcia (PT), já tem assinaturas suficientes para ser aberta na Câmara Municipal.

Um dia antes do início dos trabalhos, o vereador Jorge Kajuru (PRP) revelou ao Jornal Opção que 14 parlamentares já assinaram o requerimento, que será apresentado já nesta quarta-feira (1º/2). O mínimo para abertura de uma CEI é de 12.

O objetivo, segundo o autor, é apurar pontos controversos da gestão petista: um suposto déficit de R$ 30 milhões/mês, com gastos 30% superiores à arrecadação; a necessidade de auditoria em contas, gastos, contratos e licitações, especialmente da Companhia de Urbanização de Goiânia (Comurg); áreas públicas vendidas e cedidas; desvios na merenda escolar; e relações “espúrias” com o setor imobiliário.

Além de Kajuru, assinaram o pedido de abertura os vereadores Dra. Cristina (PSDB),
Prisicilla Tejota (PSD), Elias Vaz (PSB), Zander Fábio (PEN), Romário Policarpo (PTC), Cabo Senna (PRP), Milton Mercês (PRP), Paulo Daher (DEM), Alisson Lima (PRB), Jair Diamantino (PSDC), Carlin Café (PPS) e, para surpresa de muitos, dois peemedebistas: Wellington Peixoto e Clécio Alves.

O PMDB, apesar de ter rompido com o ex-prefeito Paulo Garcia, esteve durante todos os sete anos da gestão ocupando diversas secretarias, como de Meio Ambiente (Amma), de Saúde (SMS), de Governo, de Habitação e de Turismo — cujo titular era o pai de Peixoto.

Segundo o autor da proposta, há a expectativa de dois vereadores assinarem o requerimento ainda nesta terça (31): Delegado Eduardo Prado (PV) e Anselmo Pereira (PSDB).

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.