CEI das Pastinhas convoca dois fiscais e uma despachante

Os três foram chamados para prestar depoimento na próxima sexta-feira (9/10), na Câmara Municipal de Goiânia

A Comissão Especial de Inquérito (CEI) das Pastinhas aprovou na tarde desta terça-feira (6/10) a convocação de mais três pessoas para depor na Câmara Municipal de Goiânia na próxima sexta-feira (9). A comissão investiga a emissão irregular de alvarás de construção entre 2007 e 2010 na extinta Secretaria Municipal de Planejamento (Seplam), durante a gestão do ex-prefeito Iris Rezende (PMDB).

Os convocados são Wilmar Batista de Morais, fiscal de posturas; Jaime E. Lopez Diaz, fiscal de posturas; e Carla Jaqueline do Nascimento Naciff, despachante. Esta última está sendo convocada após divulgação de vídeo gravado em 2013 com suposta tentativa de extorsão por parte de empresa despachante de Goiânia.

As imagens foram feitas por um cidadão comum, José Lourenço de Souza, que tentava regularizar obras de sua casa no Setor Conjunto Guadalajara, na capital. A arquiteta e urbanista Ariane Kelly de Carvalho Rego, que trabalha na Meta Assessoria e Projetos LTDA, empresa despachante de Aparecida de Goiânia, aparece nas imagens e fala ao comerciante terá um custo para regularizar as obras de reforma de sua casa por ter excedido a porcentagem do limite de uso de solo.

“O fiscal vai lá na obra e vai ter um custo. Tudo tem custo. Porque vai ser resolvido por meio de propina, de corrupção. Tem muita construção ilegal em Goiânia, e o senhor sabe que todas estão regulares porque pagaram. Não adianta, no Brasil é assim. Quem vai falar o custo são eles”, relata, referindo-se aos servidores da então Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Sustentável (Semdus), hoje Secretaria de Planejamento, Urbanismo e Habitação (Seplanh).

Nas imagens, a arquiteta cita Carla Jaqueline como quem poderá intermediar o pagamento da propina. “Ela conhece os funcionários e vai ligar para o contato dela na prefeitura e te passar o valor. E nós também vamos passar o nosso. Não é dinheiro de outro mundo não, dá para pagar.”

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.