CCJ da Câmara aprova criação da Universidade Federal de Jataí

Projeto que desmembra Universidade Federal de Goiás ainda precisa ser apreciado na Comissão de Finanças 

Diretor do campus Jataí da UFG, Alessandro Martins, e o deputado federal Daniel Vilela (PMDB), no Salão Azul do Senado, nesta quarta-feira (7/12)

Diretor do campus Jataí da UFG, Alessandro Martins, e o deputado federal Daniel Vilela (PMDB), no Salão Azul do Senado, nesta quarta-feira (7/12)

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ), da Câmara Federal, aprovou nesta quarta-feira (7/12), o projeto que cria a Universidade Federal de Jataí (UFJ), a partir do desmembramento da Universidade Federal de Goiás (UFG).

A universidade terá sede em Jataí (GO), a 320 km da capital, com o campus constituído das unidades de Riachuelo e Jatobá – Cidade Universitária José Cruciano de Araújo.

O PL 5275/16, proposto pelo governo da ex-presidente Dilma Rousseff (PF), determina que ficam transferidos da Universidade Federal de Goiás para a Universidade Federal de Jataí os cursos, os alunos devidamente matriculados e os cargos ocupados no campus até a data de entrada em vigor da lei.

A proposta também cria cargos para compor a nova estrutura: 67 técnicos administrativos; 266 funções gratificadas e cargos de direção. A administração superior da UFJ será exercida pelo reitor e pelo Conselho Universitário, no âmbito de suas respectivas competências, a serem definidas no seu estatuto e regimento geral.

O relator da matéria, o deputado goiano Lucas Vergilio (SD), apresentou parecer pela aprovação. Segundo ele, a criação desta Universidade em si já trará aquecimento à economia local, além de melhorar a oferta de educação de qualidade.

O projeto, que tramita em regime de urgência, precisa ser analisado ainda pela Comissão de Finanças e Tributação e pelo Plenário.

A criação da Universidade Federal de Jataí e da Universidade Federal de Catalão foi anunciada em janeiro deste ano pelo governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), após reuniões com a equipe da então presidente Dilma. No anúncio das duas novas universidades, o tucano lembrou que desde que assumiu o governo liderou um trabalho de apoio à manutenção dos campus de Jataí e Catalão, e também da própria UFG, com apoio e investimentos de cerca de R$ 100 milhões em infraestrutura, pagamento de professores e Construção do Centro de Ciências Agrárias. (Com informações da Agência Câmara)

 

 

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.