Carreata em Goiânia pede reabertura do comércio

“Queremos chamar atenção do governo do Estado e da prefeitura para nossa situação”, diz presidente do Sechseg

Uma fila de aproximadamente 2km de carros se desloca do Paço até a Praça Cívica, em Goiânia, com manifestantes que pedem a reabertura do comércio na capital e em todo o Estado. “Queremos chamar atenção do governo do Estado e da prefeitura para nossa situação”, afirma Marlos Luz, do Sechseg.

Segundo participantes, são mais de dois mil carros envolvidos no ato que busca sensibilizar o poder público. Estão presentes na carreata organizada por representantes de bares e restaurantes, sindicatos de várias categorias, trabalhadores da Feira Hippie, donos de academias e lojas.

O pedido é pela reabertura do comércio de forma consciente. “Ninguém quer abrir de qualquer jeito, ou da forma que era antes. Sabemos da gravidade da pandemia, inclusive estamos todos usando máscara e respeitando as normas de saúde”, disse o presidente do sindicato que representa os empregados de bares e restaurantes de Goiânia (Sechseg), Marlos Luz.

Segundo um participante que reivindica a reabertura dos bares e restaurantes, foi elaborada uma norma e apresentada para a prefeitura e para o governo estadual com o detalhamento de como as regras serão seguidas. “Estamos fechados há 75 dias, muitas casas estão quebrando, são muitos demissões”, aponta.

Os manifestantes voltaram ao Paço, onde pedem uma reunião com o prefeito Iris Rezende (MDB). Neste momento é realizada uma reunião do Comitê de Enfrentamento à Pandemia com representantes de vários segmentos.

Estão presentes o presidente da Fecomércio, Marcelo Baiocchi; presidente do Sindibares, Newton Pereira; presidente da Acieg, Rubens Fileti; Presidente da AER 44, Jairo Gomes; entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.