Carmén Lúcia confirma vinda a Goiânia na sexta-feira (9/2)

Presidente do STF participará da entrega de cerca de 27 mil armas, que estavam em poder do Judiciário goiano, ao Exército

Cármen Lúcia em reunião com presidente do TJ-GO, Gilberto Marques Filho | Foto: Aline Caetano

Presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Conselho Nacional de Justiça (STJ), a ministra Carmén Lúcia confirmou vinda a Goiânia na sexta-feira (9/2). A informação foi publicada pelo Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJ-GO).

A visita é a segunda em pouco mais de um mês desde que, no início do ano, foi desencadeada uma crise no sistema prisional — inclusive com grande rebelião no semiaberto do complexo penitenciário de Aparecida de Goiânia.

O objetivo da vinda é conhecer as medidas que foram tomadas pelo tribunal goiano para tornar mais célere o trâmite de processos de presos dos regimes aberto, semiaberto e em condicionais para progressão.

Além disso, às 10 horas, Cármen Lúcia participará da entrega de cerca de 27 mil armas, que estavam em poder do Judiciário goiano, ao Exército.

Segundo o Tribunal de Justiça do Estado de Goiás, foi iniciada uma força-tarefa na 2ª Vara da Execução Penal de Goiânia, que conta com demanda de quase 9 mil processos. Até agora, já foram movimentados mais de 4 mil autos e feitas, aproximadamente, 500 audiências e 1,3 mil atos processuais.

Além disso, cerca de 9 mil presidiários já foram inseridos no Banco Nacional Monitoramento de Prisões (BNMP 2.0), o que representa mais de 50% da população carcerária goiana total do Estado, ultrapassando a meta estabelecida pela própria presidente do STF e do CNJ. O BNMP reúne informações processuais e pessoais de todos os detentos sob custódia nos Estados e permite o acompanhamento das prisões em tempo real em todo o País. (Com informações do Centro de Comunicação Social do TJ-GO).

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

José Henrique

Conselho Nacional de Justiça – CNJ e não STJ