Cantor gospel cobra cachê alto para show pago por prefeitura e gera polêmica

Ton Carfi foi criticado por vereador de Curitiba

Foto: Reprodução

O cantor gospel Ton Carfi cobrou R$ 25 mil reais para se apresentar em um show em Curitiba, no Paraná. De acordo com o site O Fuxico Gospel, a contratação do artista foi feita sem licitação.

O vereador Jorge Gomes criticou a contratação e pediu explicações à Secretaria Municipal de Defesa Social da Prefeitura de Curitiba. O vereador escreveu: “Um Estado é considerado laico quando promove oficialmente a separação entre Estado e religião. A partir da ideia de laicidade, o Estado não permitiria a interferência de correntes religiosas em assuntos estatais, nem privilegiaria uma ou algumas religiões sobre as demais. O Estado também deve garantir e proteger a liberdade religiosa de cada cidadão, evitando que grupos religiosos exerçam interferência em questões políticas. Por outro lado, isso não significa dizer que o Estado é ateu, ou agnóstico. A descrença religiosa é tratada da mesma forma que os diversos tipos de crença”, escreveu.

Deixe um comentário