Assessoria do candidato do DEM, que é apoiado pelo atual prefeito Renato de Castro, alegou que houve “discussão calorosa em um grupo de whatsapp e uma pessoa se alterou

Candidato a prefeito, Pedro Gonçalves (à esq), e ex-prefeito Otavinho / Foto: Reprodução.

A assessoria do candidato a prefeito de Goianésia Leonardo Meneses (DEM) afirmou que não houve qualquer tom violento proferido aos adversários Pedro Gonçalves e Otávio Laje Filho, que procuraram delegacia neste sábado, 31, para registrar ameaças recebidas através de um assessor do atual prefeito do município, Renato de Castro.

“A nossa campanha não compactua com qualquer tipo de violência, seja ela verbal ou física. Não é assim que trabalhamos” disse nota da assessoria do candidato do DEM, que é apoiado por Castro.

“O que ocorreu foi uma discussão calorosa em um grupo de whatsapp e uma pessoa se alterou, mas não houve ameaça ou qualquer tom violento proferido aos adversários Pedro Gonçalves e Otávio Laje Filho” acrescentou.

[relacionadas artigos=”293022″]

A assessoria de Leonardo Meneses ainda alegou que a chapa adversária está atrás em todas as pesquisas e, por isso, “estão agindo de má fé, aproveitando de pessoas comuns para espalhar fake news”.

“Respeitamos nossos adversários e estamos fazendo uma campanha limpa e transparente, assim como foi a gestão de Renato em Goianésia e como será a de Leozão. A conduta da nossa campanha é democrática, respeitosa e não compactua com violência” reiterou.

O prefeito Renato de Castro também se pronunciou e disse que repudia completamente a atitude do funcionário e ressaltou que assessor não fala pela gestão.