Candidata à lista sêxtupla do TJ prevê indicação de nome ligado à advocacia privada

Com 25 anos de atuação, Sônia Caetano Fernandes é especialista em Direito Civil e chama atenção para o clamor por indicação de um nome feminino na composição final da lista

Foto: reprodução

Com inscrições iniciadas nesta quinta-feira, 31, a composição da lista sêxtupla da OAB para procurador do Tribunal de Justiça de Goiás começa a movimentar a advocacia goiana. Entre os nomes inscritos, a advogada Sônia Caetano Fernandes prevê que a tendência indica que o próximo desembargador seja um nome ligado à advocacia privada.

Com 25 anos de exercício na advocacia, Sônia é pós-graduada em Direito Processual Civil, área que, segundo ela, será a atuação do novo procurador, já que o TJ-GO ainda demonstra carência na área civil. Sobre os critérios de avaliação para a composição, Sônia afirma que os principais critérios são: ter cumprido mais de 10 anos na advocacia e comprovar conduta ilibada.

Já sobre questões subjetivas que podem imperar na escolha dos nomes, Sônia diz que, por exemplo, nomes que atuaram em funções públicas não saem à frente. “Não pesa, o último desembargador indicado [Guilherme Gutemberg] cumpriu advocacia privada”, considera a advogada, apontando que essa seria a tendência.

Clamores 

Após a formação da lista, que passa por análise do Tribunal, a indicação final fica a cargo do governador Ronaldo Caiado, que decide entre três nomes. Nessa análise final, Sônia afirma que, além de se atentar aos critérios mínimos previstos para a indicação, o governador deve estar atento ao anseio da advocacia.

Nesse processo, a advogada afirma que há um clamor na área pela indicação de um nome feminino pela OAB, que, conforme ela aponta, jamais indicou nomes de advogadas mulheres, sendo que as duas atuais desembargadoras são de vagas do MP. “A OAB nunca indicou, embora a entidade seja composta atualmente por 50% de mulheres”, apontou.

Conforme detalha a advogada, antes mesmo das candidaturas serem oficializadas já há campanha sendo realizada, que devem se estender até o prazo final. “Os candidatos entram em verdadeira campanha, com visitas diárias aos conselheiros”, relata Sônia.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.