Campos e Marina são aguardados para convenção que vai homologar Vanderlan como candidato a governador

Candidatos a presidente e vice são aguardados com expectativa por militantes de diferentes cidades goianas. Auditório da Assembleia está lotado

Lideranças de Anápolis, Goianira, Goiatuba, Rio Verde, Jataí, Itumbiara, Rubiataba, Trindade, Uruaçu, Valparaíso e outras cidades lotam as dependências da Assembleia Legislativa, no Setor Oeste, em Goiânia, desde o início da tarde deste sábado (14/6) para participarem da convenção que vai homologar a candidatura a governador do empresário e ex-prefeito de Senador Canedo Vanderlan Cardoso pelo PSB, no auditório Costa Lima.

Presidentes de partidos, delegados, militantes e pré-candidatos ao legislativo goiano e à Câmara dos Deputados estão na expectativa para a chegada do presidenciável Eduardo Campos (PSB), ex-governador de Pernambuco, de sua vice Marina Silva (PSB-Rede Sustentabilidade), ex-senadora pelo Acre, e de Vanderlan Cardoso. Para o Senado, o candidato é Aguimar Jesuíno (PSB-Rede Sustentabilidade), procurador da Advocacia Geral da União.

Até agora, a aliança em Goiás é formada por PRP e PSC. Cogita-se que o PTN poderá compor a chapa e indicar o deputado estadual Francisco Gedda para vice-governador pelo PTN, partido o qual preside. No entanto, para o presidente do PRP, Jorcelino Braga, a hipótese não se confirma, já que o parlamentar deixou claro que irá disputar a reeleição.

Silveira Alves é presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Estado (Sinpol) e afirmou ao Jornal Opção Online acreditar que Vanderlan Cardoso seja o melhor nome para mudar a Segurança Pública em Goiás. Concorrente a uma cadeira na Assembleia, ele avaliou que o evento de hoje acaba com a especulação de que o ex-prefeito será vice de outro candidato ao governo.

Outros políticos, como o deputado Major Araújo (PRP), o vereador pela capital Pedro Azulinho (PSB) e o presidente metropolitano do partido estão na Casa de Leis e já fizeram o uso da palavra.

Jornalistas aguardam o início da entrevista coletiva no salão Henrique Santillo. A convenção, marcada para as 13h30, está com 2h de atraso. Segundo a assessoria de Vanderlan Cardoso, há a possibilidade de que Marina Silva chegue em horário diferente ao do previsto para Eduardo Campos.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.