Campanha incentiva cristãos a se referirem a Deus como “Ela”

A inglesa Emma Percy é uma das principais líderes do movimento intitulado “Watch”

Reprodução/Twitter

Reprodução/Twitter

Um grupo de cristãs da Inglaterra lançou recentemente uma campanha para incentivar os fiéis a se referirem a Deus no feminino, com o pronome “Ela”. Conhecido como Watch, o grupo alega que se referir a Deus apenas no masculino é um caso de machismo e demonstraria que Deus se assemelha mais com os homens do que com as mulheres.

A informação é do colunista Fernando Moreira, do site de notícias do jornal “O Globo”. Conforme a publicação, uma das principais líderes do movimento é a pastora Emma Percy, responsável por uma igreja na cidade de Oxford. A religiosa é bastante popular nas redes sociais e tem incentivado outras pastoras a aderirem a campanha.

“Quando usamos apenas o masculino para Deus reforçamos a ideia de que Deus é como um homem. Assim, sugerimos que Deus é mais semelhante aos homens do que às mulheres”, defendeu Emma em entrevista ao “Sunday Times”.

2 respostas para “Campanha incentiva cristãos a se referirem a Deus como “Ela””

  1. Avatar Epaminondas disse:

    No princípio Deus criou o Céu e a Terra. Mas ela não se decidia se o Céu ficava melhor em cima ou embaixo. Então criou a luz, para ver se harmonizava o ambiente. Ela ainda não se decidia. Tentou colocar algum verde. Estava quase bom, mas ainda faltava alguma coisa…

    =x=

    Logo mais, lá vem a “Mamãe Noela”.

    =x=

    E o Diabo, vestirá Prada?

    =x=

    Jesus também deveria ser referido como mulher: Cabelo comprido, calçava sandálias e andava de vestido. E seu melhor amigo era Pedro, que era um pescador de homens.

  2. Avatar maria disse:

    Quando estamos em uma discussão sem nexo, dizem que estamos discutindo o sexo dos anjos . . .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.