Ação iniciada em maio ocorre até final de agosto. Material apreendido pela Guarda Civil Metropolitana será incinerado

Material apreendido pela GCM em Aparecida de Goiânia | Foto: GCM

Uma ação da Guarda Civil Metropolitana (GCM) apreendeu em Aparecida mais de cinco mil pipas com linhas ilegais. A campanha “A Vida Por um Fio” durou 120 dias e é realizada anualmente como forma de conscientização da população para os perigos relacionados às linhas cortantes.


Antecipado para 1º de maio, a GCM iniciou um trabalho educativo que normalmente ocorre nos mês de férias escolares. Com a suspensão das aulas devido à pandemia, crianças e adolescentes passaram a soltar pipas antes do período de temporada.

“Empinar pipa acabou sendo um atrativo e diversão para aproveitar o tempo de isolamento social. Nosso objetivo, no entanto, foi de conscientizar a todos sobre os riscos causados pela aglomeração de pessoas e ao mesmo tempo pelo uso indevido de linhas cortantes que acabam vitimando pessoas.”, afirmou o secretário de Mobilidade e Defesa Social, inspetor Roberto Cândido.

A GCCM também faz o combate a comercialização do material. ” O trabalho da Guarda Civil também resultou na apreensão de milhares de pipas com esse tipo de material, tendo em vista que em Aparecida temos uma legislação que proíbe usar e comercializar linhas como cerol, chilena, tailandesa e Indonésia”, disse.

No Pipódromo de Aparecida, a fiscalização foi reforçada e a ação seguirá até o final de agosto. Todo material apreendido será incinerado. Denúncias também podem ser realizadas pela população de forma anônima pelo 153 ou pelo WhatsApp 3545-5992