Na abertura dos trabalhos legislativos nesta quarta-feira, 1º, o presidente da Câmara Municipal de Goiânia, vereador Romário Policarpo (Patriota), garantiu que a eleição para 1º vice-presidente da Casa deve ocorrer já nos próximos dias. O posto ficou vago com a saída de Clécio Alves (Republicanos), que tomou posse como deputado estadual.

Romário minimizou a ausência do prefeito Rogério Cruz (Republicanos) na abertura dos trabalhos legislativos, ao afirmar que não vê problemas com a situação, uma vez que prefeito e secretários devem visitar a câmara nas próximas semanas para discutir emendas legislativas apresentadas pelos vereadores.

O vereador também fez uma análise do relacionamento da Casa com o Paço, após debates envolvendo projeto apresentado pela Prefeitura, no fim de 2022, que destinava R$ 30 milhões para a Comurg. Vereadores criticaram a matéria e solicitaram mais informações a respeito dos investimentos que seriam feitos, mas o prefeito preferiu retirar o projeto da pauta.

O presidente da Câmara destacou que sua relação pessoal com o prefeito é de amizade, mas que, politicamente, tem críticas à administração municipal. Segundo ele, a Câmara está preocupada com o número de obras paradas e aguarda apresentação de cronograma, pela Prefeitura de Goiânia, a respeito dos investimentos de R$ 1 bilhão que estão programados para este ano.

Romário Policarpo comentou, ainda, sobre nomeação de Jovair Arantes como secretário de Governo e possíveis mudanças que isso causará na relação do Executivo com a Câmara. “Jovair é um amigo e desejo a ele muito sucesso. A melhora na relação com a Câmara depende só da Prefeitura. Nós estamos fazendo nosso papel”, declarou.