Câmara derruba veto do prefeito sobre projeto que inclui pagamento por meio de cartão no transporte coletivo em Goiânia

Projeto estava em análise do prefeito Rogério Cruz desde início do ano com veto sendo derrubado por unanimidade pela Casa

Ônibus do transporte coletivo de Goiânia | Foto: Reprodução

A Câmara Municipal de Goiânia derrubou por unanimidade o veto do prefeito Rogério Cruz (Republicanos), sobre o  projeto de autoria do vereador Lucas Kitão (PSL), que dispõe sobre a aceitação, pela concessionária do serviço público de transporte coletivo de passageiros, do pagamento da tarifa por meio de cartão de débito ou de crédito (PL 347/2019). No início do ano o projeto foi para análise do prefeito.

De acordo com Kitão, a proposta tem objetivo de contribuir para a modernização do pagamento dos usuários e também aumentar a segurança durante as viagens, com a diminuição do fluxo de dinheiro em espécie. “Foi uma iniciativa que tem uma demanda muito grande. Eu converso sempre com os usuários, fui membro da CDTC muitos anos, e isso me trouxe uma experiência de perceber essas necessidades e eu sempre vi grandes metrópoles, como Rio de Janeiro e São Paulo, e isso já é algo natural para as pessoas. É simplesmente encostar o seu  cartão por aproximação”, explica.

Para Kitão,  isso é um grande avanço. “A gente precisa trazer isso para Goiânia. Na época do governo passado foi entendido como um inversão de competência, mas eu acho que não. Nós estamos legislando em Goiânia e torço para que essa exigência passe a vigorar e depois disso a Região Metropolitana inteira entenda que é necessária”, pontua.

“Foi um passo, falta mais alguns. A promulgação na Câmara e a aceitação do prefeito nisso e depois que seja uma lei publicada ela passa a ter vigor.  E então, vamos exigir que a CMTC, que é o órgão que fiscaliza as prestadoras passe a fazer essa exigência. Se tudo correr bem, acredito que dentro de dois a três meses já tem a condição de estar funcionando”, avalia o vereador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.