Caiado diz que PT caminha para perder registro de partido político

Após prisão de Vaccari, senador goiano usou o Facebook para atacar o partido, o qual classificou como “lavanderia”

Caiado no Senado | Foto: Pedro França / Agência Senado

Caiado no Senado | Foto: Pedro França / Agência Senado

Momentos após a prisão do tesoureiro do Partido dos Trabalhadores, João Vaccari Neto, durante a 12ª fase da Operação Lava Jato, o senador goiano Ronaldo Caiado (DEM) usou o Facebook para atacar o partido.

No post, o líder do Democratas no Senado afirmou que o PT “não tem credenciais de partido político, e sim de lavanderia”. De acordo com ele, o “cerco” está se fechando e tudo caminha para que o PT “perca o registro de partido político”.

Caiado lembrou, ainda, que esta não é a primeira vez que um tesoureiro do partido é preso, investigado por corrupção: “Vaccari, sucessor de Delúbio Soares, flagrado e preso por arrecadar dinheiro desviado de empresas públicas para alimentar suas campanhas e encher os bolsos de seus dirigentes”.

Ao final, o senador destacou que, caso comprovado que a presidente Dilma Rousseff (PT) foi beneficiada por esse esquema em suas campanhas, “será mais que suficiente para ela perder o mandato por corrupção”.

Veja a postagem:

O PT não tem credenciais de partido político, e sim de lavanderia. O partido é reincidente ao ter o tesoureiro Vaccari,…

Posted by Ronaldo Caiado on Quarta, 15 de abril de 2015

4
Deixe um comentário

4 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
3 Comment authors
Antonio Alves

O senador explicou muito bem: é preciso comprovar que a presidente tem envolvimento direto com esquemas de corrupção para se pedir seu afastamento. E o que se configura como prova na cabeça de algumas pessoa para outras são meros indícios. Esta é a diferença.

Santos Mallman Santos

Não seria exagero se o Vacari tivesse sido preso por dizerem quem em 3 anos recebera 300 mil reais através da esposa ou da possibilidade de ter mandado alguém pagar uma gráfica e o serviço não ter sido executado…Mas o que se COBRA SEMPRE é ISONOMIA da justiça – bem que neste caso ela está sendo “terceirizada “ e paga por “terceiros”, que nessa mesma investigação foi delatado que Aécio levou 36 milhões de Furnas, o Sergio Guerra “rachou” 10 milhões com Álvaro Dias, que também o mesmo Álvaro Dias “vendeu” em negociata fajuta um terreno que possivelmente sequer era… Leia mais

Santos Mallman Santos

Enquanto os da Operação “Lava-Petista” só trabalha pra quem “ terceirizou a justiça” ficamos dia a dia sem saber como estar a investigação de quem recebeu os 10 milhões que foram dados ao “morto” mas divididos também com os vivos; de como um terreno que supostamente é comprado por um tucano por 03 milhões pode ser “vendido” por 40 MILHÕES a essa mesma Petrobrás que a operação “Lava-Petistas” insiste que houvera desvios para o PT; até que ponto o Aécio recebeu “apenas” os 36 MILHÕES DE REAIS de Furnas que foi delatado pelo mesmo Youssef, onde “tudo que diz é… Leia mais

Deolinda Taveira

Não sei por que, mas esse é o tipo de paladino da moral e dos bons costumes que tem um sobrenome marcado por ações nada edificantes em Goiás. O que será, será?