Caiado diz que está fechado com a governabilidade de Goiânia

Para o governador o mais importante neste momento é a união entre Estado e município

Governador e prefeito, admiração mútua e união em prol de Goiânia | Foto: Divugação

Faltam poucos dias para começar o recesso parlamentar na Câmara e na Assembleia, no máximo mais seis sessões devem ocorrer até o dia 30 de dezembro, projetos importantes ainda estão nas pautas de discussão e outros ainda devem chegar tanto da prefeitura quanto da governadoria. O prefeito Iris Rezende se despede da vida política e o governador Ronaldo Caiado ainda terá mais dois anos de mandato, assim como os deputados estaduais, mas na Câmara o cenário é diferente.

Entre vereadores novatos e veteranos, mais que as pautas importantes a preocupação que sobressai as discussões é a eleição da mesa diretora da Câmara de Goiânia. A Casa Legislativa de Goiânia está praticamente dividida em dois grupos, o dos 22 vereadores que concentra a maior bancada da Câmara que é do MDB, também partido do prefeito eleito Maguito Vilela e também está neste grupo o atual presidente, o vereador Romário Policarpo (Patriota) que não esconde o desejo da reeleição. Do outro lado, estão outros 13 vereadores de partidos diversos, muitos novatos e que também almejam cargos nas comissões e a presidência da Casa.

Alheio a tudo isso, o governador Ronaldo Caiado, expressou na última semana o desejo de seguir uma carreira íntegra e respeitável como a de Iris Rezende e destacou a necessidade de uma grande união do Estado e da Capital para a melhor governabilidade da cidade.

Como o prefeito eleito Maguito Vilela está com um quadro de saúde delicado, o governador diz que é preciso somar todos os esforços para que Goiânia seja bem cuidada e bem administrada. Uma prova disso, foi o encontro que o governador teve na semana passada com o presidente do MDB estadual e filho de Maguito, Daniel Vilela e o vice-prefeito eleito, o vereador Rogério Cruz. Após a conversa, Daniel falou que o governador está muito disposto a contribuir com o que for necessário para fazer de Goiânia uma Capital próspera, que enfrente a pandemia de forma respeitosa com seus cidadãos e sai forte, digna e economicamente competitiva, sem perder a fama de acolhedora e harmônica.

Para o governador o mais importante é manter a união, o equilíbrio e o trabalho em prol do benefício dos cidadãos, que merecem o melhor dos seus governantes e gestores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.