Caiado comete crime eleitoral ao pedir voto para senador durante discurso

De acordo com Lei Eleitoral, campanha só é permitida a partir de 15 de agosto 

Ronaldo Caiado e Wilder Morais: na chapa majoritária | Foto: Reprodução

O pré-candidato ao governo Ronaldo Caiado (DEM) cometeu crime eleitoral no último domingo (8/4) durante discurso na cidade de Morrinhos.

Em encontro de muladeiros, Caiado pediu voto para o senador Wilder Morais (DEM), pré-candidato à reeleição. “Nós temos aqui aquele que é meu companheiro de chapa, que é o Wilder Morais, senador da República, que aqui peço aplausos e o voto para que possamos reconduzi-lo ao Senado”, disse. O vídeo com o discurso foi publico pelo site Goiás 24 horas.

De acordo com a Lei Eleitoral, anunciar pré-candidatura e defender seu partido e declarar apoio – ou não- à base governista é permitido. O que é proibido é justamente o que Caiado fez: pedir votos.

O Ministério Público, ou qualquer partido, pode entrar com uma representação contra o senador, que terá, então, que pagar multa como forma de penalidade.

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sofia

Kkkkkkkkkkkkkk caiado neles.