Bruno Peixoto nega que Andrey Azeredo seja “preferido” para presidência da Câmara

Deputado, irmão do vereador Wellington Peixoto, que também disputa o cargo, afirmou que Iris Rezende ainda não definiu quem irá apoiar, mas conta com seis opções

Deputado estadual Bruno Peixoto | Foto: Alexandre Parrode/Jornal Opção

Deputado estadual Bruno Peixoto | Foto: Alexandre Parrode/Jornal Opção

Em entrevista recente ao Jornal Opção, o deputado estadual Bruno Peixoto (PMDB) confidenciou que é ele quem tem mais conversado com o prefeito eleito em Goiânia, Iris Rezende (PMDB), para tratar de seu novo secretariado e também da escolha do nome que irá concorrer à presidência da Câmara Municipal.

Segundo ele, até o momento, o decano não possui preferências entre os nomes que se colocaram à disposição. A única exigência do peemedebista, segundo Bruno, é que o candidato pertença à base do prefeito. “Estamos trabalhando para ser um vereador da nossa base de apoio”, ressaltou, descartando a possibilidade do prefeito apoiar outros nomes, como dos tucanos Anselmo Pereira e Dra. Cristina.

O deputado também nega que o vereador eleito Andrey Azeredo (PMDB) seja a maior aposta de Iris para o cargo. O parlamentar ressalta que existem seis nomes disponíveis para o cargo e todos os eles possuem o aval do prefeito. Compõem essa lista, além de Andrey, o irmão de Bruno, Wellington Peixoto (PMDB), Clécio Alves (PMDB), Paulinho Graus (PDT), Milton Mercez (PRP) e Paulo Magalhães (PSD).

“Nós estamos trabalhando para ter 24 vereadores em nossa base, qualquer um destes estão aptos e todos que se colocaram à disposição contará com nosso apoio para assumir a presidência da Câmara de Goiânia”, ressaltou.

Nova equipe

Quanto ao secretariado, Bruno apenas reiterou o que Iris Rezende já informou durante solenidade de diplomação na última sexta-feira (16/12): existe uma extensa lista de sugestões para os cargos, mas ainda nenhuma definição.

Segundo Bruno, para cada pasta, Iris elencou cerca de 10 a 15 sugestões, que vieram de partidos que integram sua base e de segmentos organizados. “Ele está analisando os nomes, tecnicamente, e todos nós sabemos que Iris tem grande temor a Deus. Então, no momento oportuno, ele se colocará em oração e, ainda esse ano, anunciará parte de seu secretariado”, afirmou o deputado estadual.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.