Bolsonaro defende hidroxicloroquina e nióbio em evento com Caiado, em Caldas Novas

O evento marcou a inauguração da usina de energia fotovoltaica do Grupo Di Roma, de propriedade da deputada federal Magda Mofatto

Bolsonaro, Caiado e outras autoridades antes do evento em Caldas Novas Foto: Governo de Goiás

O presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), esteve presente na manhã deste sábado, 29, juntamente com o governador Ronaldo Caiado, na solenidade de inauguração da usina de energia fotovoltaica do Grupo Di Roma, complexo turístico em Caldas Novas. Bolsonaro aproveitou a ocasião para voltar a defender o uso da hidroxicloroquina como tratamento para a Covid-19, assim como o uso do nióbio para a produção de “super baterias”.

Além de Bolsonaro e Caiado, estiveram presentes também o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, o General Heleno, o deputado federal Major Vitor Hugo (PSL), a deputada federal e proprietária do Grupo Di Roma, Magda Mofatto (PL), o diretor da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Efrain Pereira da Cruz, além de representantes do Executivo e Legislativo de Caldas Novas.

Em sua fala, Ronaldo Caiado elogiou Bolsonaro e se referiu a ele como o “presidente que mais investiu em Goiás” até o momento, citando obras e projetos já entregues ou previstos pelo governo federal, como a Ferrovia Norte-Sul, a internacionalização do Aeroporto de Goiânia e o Centro de Excelência de Tecnologia Ferroviária, que deve ser sediado em Anápolis

“Com isso, vossa excelência alavancará um dos setores mais promissores diante da nova opção de vossa excelência no novo modal, que é a ferrovia que estava parada no Brasil até vossa excelência assumir o governo”, disse o governador.

Hidroxicloroquina e nióbio

Bolsonaro agradeceu o apoio de Caiado e comemorou a entrega da usina fotovoltaica em Caldas Novas. O presidente também voltou a defender o uso da hidroxicloroquina e disse que, após conversas com a pessoas do Food and Drug Administration (FDA), referida por Bolsonaro como a “Anvisa americana”, e embaixadores de outros países, concluiu que a substância poderia sim ser recomendada por médicos contra o coronavírus.

Diante da ausência de estudos que comprovam a eficácia de hidroxicloroquina, o presidente citou um caso que, segundo ele, aconteceu durante a Guerra do Pacífico, em que um soldado foi submetido a uma transfusão de água de coco. “O soldado voltava da frente de batalha ferido, não tinha como conseguir uma transfusão. Até que alguém teve a ideia de injetar na veia dele, Caiado, água de coco e deu certo. Então a hidroxicloroquina é uma realidade”, afirmou Bolsonaro.

Bolsonaro falou em evento em Caldas Novas | Foto: Reprodução/Youtube

O presidente também ressuscitou a defesa do uso do nióbio para produções industriais e defendeu que o elemento é analisado para a produção de uma “super bateria”. “O nióbio está em fase final de estudos em alguns países, juntamente com o grafeno, onde teremos a super bateria. Em primeira fase, ela poderá ser recarregada em poucos minutos”, declarou.

Usina fotovoltaica

Construída em perímetro urbano, a usina inaugurada hoje foi idealizada pela deputada federal e proprietária do Grupo Di Roma, Magda Mofatto, e ocupa um espaço físico de 75 mil metros quadrados e possui 16.578 módulos fotovoltaicos.

Segundo o grupo, a usina possui uma potência de 5,6 milhões de Watt-pico (Wp), montante capaz de iluminar 4.256 casas, ao considerar um consumo médio padrão de 157 de quilowatt-hora (kWh).

O investimento vai viabilizar a garantia de energia limpa e sustentável para o complexo turístico. Segundo o grupo, o excedente elétrico será ofertado à cidade de Caldas Novas.

s

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.