Bolsonaro atinge seu pior índice de rejeição com 53%

A pesquisa foi feita pelo Datafolha, entre os dias 13 a 15 de setembro e cerca de 3.667 pessoas com mais de 16 anos foram ouvidas para chegar a esse dado

Apesar do presidente Bolsonaro ter tentado mobilizar diversas manifestações no dia 7 de setembro para reafirmar sua popularidade e aprovação, a última pesquisa do Datafolha, realizada entre os dias 13 a 15 de setembro, mostrou que o presidente acabou de bater mais um recorde de índice de rejeição chegando na casa dos 53%.

A pesquisa ouviu cerca de 3.667 pessoas com mais de 16 anos em 190 municípios de todo o país. A margem de erro é de dois ponto para mais ou para menos. Apenas 22% das pessoas entrevistadas, disseram achar o governo Bolsonaro bom ou ótimo. Quem considera regular, o número é de 24%.

Em julho, a mesma pesquisa tinha sido realizada e o índice de rejeição foi de 51%. Isso mostra que a popularidade do presidente está em uma curva decrescente. Mesmo com as manifestações do dia 7 de setembro, a maior parte da população brasileira não aprova o governo Bolsonaro.

A má gestão da pandemia do Covid-19 e a crise econômica que faz o preço de alimentos e combustíveis ficarem cada vez mais altos, seriam um dos fatores para a crise de imagem de Bolsonaro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.