Boeing e Embraer anunciam criação de nova empresa de aviação comercial no Brasil

Pelo acordo firmado, a fabricante norte-americana de aeronaves deterá 80% do novo negócio e a Embraer, os 20% restantes

A Boeing e a Embraer anunciaram nesta quinta-feira (5) que assinaram um acordo para formar uma joint venture (nova empresa) na área de aviação comercial da companhia brasileira, avaliada em US$ 4,75 bilhões.

Pelo acordo firmado, a fabricante norte-americana de aeronaves deterá 80% do novo negócio e a Embraer, os 20% restantes.

A finalização dos detalhes financeiros e operacionais da parceria estratégica e a negociação dos acordos definitivos da transação devem continuar nos próximos meses.

Uma vez consumada a transação, a empresa será liderada por uma equipe de executivos sediada no Brasil, incluindo um presidente e CEO. A Boeing, entretanto, terá o controle operacional e de gestão.

Além da joint venture, as empresas também irão criar outro negócio para novos mercados e aplicações para produtos e serviços de defesa, em especial o avião multimissão KC-390, a partir de oportunidades identificadas em conjunto.

Em nota, a Embraer esclareceu por comunicado enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) que as demais divisões da companhia, incluindo defesa e jatos executivos, não serão separadas para nova sociedade e seguirão sendo desenvolvidas pela Embraer.

Deixe um comentário