Bispo de Formosa acusado de desviar R$ 2 milhões envia carta de renúncia ao Papa

Pedido foi acolhido e publicado no boletim do Vaticano

O Papa Francisco acolheu, nesta quarta-feira (12/9), o pedido de renúncia do Bispo de Formosa, José Ronaldo Ribeiro, acusado de desviar R$ 2 milhões de recursos da igreja.

No comunicado, divulgado pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), o Papa nomeia Dom Paulo Mendes Peixoto como administrador apostólico de Formosa. “O Santo Padre Francisco aceitou a renúncia do governo pastoral da diocese de Formosa (Brasil) apresentada por S.E. Dom José Ronaldo Ribeiro e nomeia administrador apostólico de Formosa S.E. Dom Paulo Mendes Peixoto, Arcebispo Metropolitano de Uberaba”.

De acordo com a denúncia, o bispo da Diocese e padres de paróquias da cidade utilizaram dinheiro arrecadado por fiéis a partir de doações, pagamento de dízimo e lucros de festas religiosas para custear despesas pessoais. Para dar aparente regularidade às finanças, apresentavam declarações falsas, para promover a baixa na contabilidade.

A primeira audiência do caso aconteceu nesta segunda-feira (10/9). Na ocasião, duas testemunhas confirmaram que durante a administração do Bispo houve aumentos nos gastos da paróquia e denunciaram que José Ronaldo utilizava o dinheiro da crisma, que deveria ser repassado á diocese.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.