Bancos apresentam nova proposta aos grevistas

A Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) apresentou, na noite do último sábado (3/10), uma nova proposta para os bancários, em greve desde terça-feira (30). Segundo comunicado divulgado pela Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf), agora os patrões oferecem reajuste de 8,5%, sendo 2,02% de aumento real (acima da inflação). A proposta anterior previa um reajuste de 7,35%. Os banqueiros estipularam ainda 9% de aumento no piso e 12,2% no vale-refeição.

O comando de greve ainda vai avaliar a nova proposta e só levará para votação nas assembleias na semana que vem.

No quarto dia de greve dos bancários, 701 unidades de trabalho (695 agências e seis centros administrativos) ficaram fechados na Grande São Paulo. Segundo o Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região, cerca de 20 mil trabalhadores aderiram ao movimento.

Em todo o país, a Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf) estima que 10.355 agências e centros administrativos não abriram hoje. De acordo com a  entidade, o número representa um aumento de 57,6% na adesão a grave. Na terça-feira (30), primeiro dia de paralisação, foram fechadas 6.572 unidades.

Deixe um comentário