Banco do Brasil cobra na Justiça dinheiro desviado no mensalão

Estatal deve acionar Marcos Valério e Henrique Pizzolato por desvios do fundo Visanet. STF aponta que o valor total das transações seria de R$ 73,8 milhões

Transferências realizadas por Marcos Valério (esquerda) e Henrique Pizzolato alimentavam o "valerioduto" | Foto: Antonio Cruz/ABr e José Cruz/ABr

Transferências realizadas por Marcos Valério (esquerda) e Henrique Pizzolato alimentavam o “valerioduto” | Foto: Antonio Cruz/ABr e José Cruz/ABr

De acordo com reportagem divulgada pelo jornal “O Globo”, o Banco do Brasil (BB) deve ir à Justiça cobrar o dinheiro desviado pelo ex-gerente de marketing Henrique Pizzolato e o publicitário Marcos Valério no esquema do mensalão. O valor cobrado será menor do que os R$ 73,8 milhões que o Supremo Tribunal Federal (STF) apontou como sendo o total desviado do fundo Visanet.

Segundo o acórdão da Ação Penal 470, as transferências entre a cota do BB na Visanet à DNA, agência de publicidade de Marcos Valério, ficaram comprovadas. Elas eram realizadas mesmo sem documentação, pagando serviços que nem sequer foram prestados. Pizzolato teria recebido R$ 326 mil de propina para realizar as transações.

O BB avaliou que não poderia cobrar a soma apontada pelo STF pois algumas campanhas publicitárias realmente foram veiculadas. Funcionários estão fazendo um levantamento dessas campanhas há mais de um ano. Os advogados do banco pretendem esperar a extradição de Pizzolato para iniciar o processo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.