Banco Central reduz Selic para 13% ao ano e surpreende o mercado

Com o corte de 0,75 ponto percentual, taxa alcançou menor nível desde abril de 2015

O Banco Central (BC) reduziu pela terceira vez seguida os juros básicos da economia. Nesta quarta-feira (11/1), o Comitê de Política Monetária (Copom) reduziu a taxa Selic para 13% ao ano, uma redução de 0,75 ponto percentual contrariando analistas financeiros que previam um corte de 0,5 ponto percentual.

Com a decisão desta quarta (11), a Selic está no menor nível desde abril de 2015, quando estava em 12,75% ao ano. Mantida em 7,25% ao ano, no menor nível da história, de outubro de 2012 a abril de 2013, a taxa foi reajustada gradualmente até alcançar 14,25% em julho de 2015. Somente em outubro de 2016, o Copom voltou a reduzir os juros básicos da economia.

O Copom informou que a demora na recuperação da economia contribuiu para a autoridade monetária acelerar o corte dos juros. “O conjunto dos indicadores sugere atividade econômica aquém do esperado. A evidência disponível sinaliza que a retomada da atividade econômica deve ser ainda mais demorada e gradual que a antecipada previamente”, disse em nota.

A Selic é o principal instrumento do Banco Central para manter sob controle a inflação oficial, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Segundo o IBGE, o IPCA fechou 2016 em 6,29%, o menor índice desde 2013, quando foi de 5,91%.

Até o ano passado, o Conselho Monetário Nacional (CMN) estabelecia meta de inflação de 4,5%, com margem de tolerância de 2 pontos, podendo chegar a 6,5%. Para 2017, o CMN reduziu a margem de tolerância para 1,5 ponto percentual. A inflação, portanto, não poderá superar 6% neste ano. (Com informações da Agência Brasil)

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.