Ban Ki-moon diz que vitória de Dilma mostra reconhecimento à redução da pobreza

Conforme informou a Secretaria de Imprensa da Presidência da República, Ban disse que a vitória da presidenta demonstra que “a população brasileira reconheceu a importância da redução da pobreza e da criação de oportunidades no Brasil”

Secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon conversou hoje (5), por telefone, com a presidenta Dilma Rousseff (PT), cumprimentando-a pela reeleição. Conforme informou a Secretaria de Imprensa da Presidência da República, Ban disse que a vitória da presidenta demonstra que “a população brasileira reconheceu a importância da redução da pobreza e da criação de oportunidades no Brasil”.

O secretário-geral da ONU aproveitou a oportunidade para manifestar preocupação com a epidemia do ebola na África. Informou que, assim como tem feito com outros líderes do mundo, espera contar com a liderança de Dilma no desafio de mobilizar recursos necessários para conter o avanço da doença.

A presidenta Dilma afirmou que “o Brasil permanecerá ao lado dos irmãos africanos e seguirá apoiando as ações da ONU e da comunidade internacional para conter a epidemia”. Também continuará atuando bilateralmente com alguns países afetados e se compromete com a disponibilização de ajuda financeira e suprimentos no combate à doença.

Ban falou, ainda, sobre a Comissão de Construção da Paz da ONU, atualmente presidida pelo Brasil, que, segundo ele, “terá pela frente grandes desafios no enfrentamento de conflitos armados”, tema relevante a todos os países.

Dilma Rousseff agradeceu o telefonema e revelou que, em seu segundo mandato, espera manter parceria maior com a ONU. A presidenta ressaltou que o Brasil permanecerá fiel ao multilateralismo e que a liderança de Ban “está à altura dos desafios internacionais”.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.