Autoridades confirmam 76 mortes em acidente com avião da Chapecoense

Estavam a bordo nove tripulantes e 72 passageiros, entre jogadores e jornalistas que acompanhavam o time 

Autoridades colombianas confirmaram na manhã desta terça-feira (29/11) a morte de 76 pessoas que estavam a bordo do voo da empresa aérea Lamia, que transportava a equipe da Chapecoense, time de Santa Catarina.  O time disputaria a final da Copa Sul-Americana contra o Atlético Nacional na próxima quarta-feira (30/11).

Estavam no avião 81 pessoas, sendo 72 passageiros e nove tripulantes. Existe a confirmação de apenas cinco sobreviventes, os jogadores Alan Ruschel, Danilo e  Jackson Follmann, além da aeromoça Ximena Suárez e o jornalista brasileiro Rafael Henzel.

De acordo com as autoridades da Colômbia, a aeronave teve uma pane elétrica na região de Medellín. Informações oficiais dão conta de que o acidente ocorreu quando a aeronave se aproximava da cidade no noroeste da Colômbia. Quando estava entre as cidades de La Ceja e Unión, por volta das 22 horas, horário local, a aeronave contatou a torre de controle da Aeronáutica Civil relatando emergência devido a falhas elétricas.

O voo da empresa Lamia, proveniente da Bolívia, transportava nove tripulantes e 72 passageiros, entre eles, ao menos 22 jornalistas da Fox TV, Rede Globo, RBS e rádios.
A Aeronáutica Civil da Colômbia divulgou a lista com os nomes das pessoas que estavam a bordo.

1633436

 

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.