Atleta sul-africano Oscar Pistorius é absolvido da acusação de homicídio doloso contra a namorada

Pistorius

O atleta olímpico e paralímpico sul-africano Oscar Pistorius, de 27 anos, foi absolvido nesta quinta-feira (11/9) da acusação de ter assassinado intencionalmente sua namorada, a modelo Reeva Steenkamp, morta por dois tiros disparados por ele em sua casa, durante a madrugada. Desde o incidente ele alega que atirou pensando que a residência teria sido invadida por ladroões, pois acreditava que a namorada estava no quarto.

A decisão é da juíza Thokozile Masipa. Para a magistrada, não foram reunidas provas suficientes de que Pistorius teria previsto que mataria alguém quando efetuou os disparos. Em todo caso, o atleta pode, ainda, ser enquadrado no crime de homicídio culposo, quando não há intenção de matar. Neste caso, a possível pena a ser imputada é menor. O atleta chorou incessantemente enquanto a juíza proferia a sentença.

A conclusão do julgamento está prevista para ocorrer na sexta-feira (12). A análise feita pela imprensa sul-africana é de que a tendência é a juíza considerar Oscar Pistorius culpado por homicídio culposo, pois a magistrada teria dado a entender que o considerou negligente ao atirar sem saber em quem. Caso seja essa a sentença, a pena a ser imputada é bem menor.

Oscar Pistorius foi alçado à celebridade mundial após se tornar o primeiro atleta biamputado a disputar uma Olimpíada. Ele detém oito medalhas em Paralimpíadas, das quais seis são de ouro. À época do incidente, em fevereiro de 2012, o caso chocou a opinião pública da África do Sul, onde ele e a namorada são muito conhecidos, tendo ganhado repercussão mundial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.