Atividade física fortalece sistema imune e provoca melhor resposta à vacinação contra a Covid, diz especialistas

O médico infectologista, Marcelo Daher destaca que as pessoas fisicamente ativas tem uma resposta melhor para a vacina e até a própria doença

Atividade física | Foto: reprodução

A prática de atividades físicas deixa o sistema imune mais robusto, inclusive pode melhorar a resposta do organismo à vacina contra a Covid-19. O que era uma hipótese, hoje vem sendo comprovada por meio de estudos científicos, o que foi verificado pelo grupo da Faculdade de Medicina da USP.

De acordo com à recomendação mínima de atividade física da Organização Mundial da Saúde (OMS), são necessários 150 minutos por semana. No estudo, os pesquisadores acompanharam 898 pacientes com doenças reumatológicas autoimunes e 197 pessoas sem aparente deficiência no sistema imune, todos vacinados com a CoronaVac.

Comparados aos pacientes fisicamente inativos, os ativos tiveram uma concentração de anticorpos contra a Covid cerca de 32% maior em resposta à vacinação. Com efeito, os mais elevados níveis de anticorpos foram observados entre os pacientes “superativos”, que realizavam 350 minutos ou mais por semana.

O médico infectologista, Marcelo Daher explica, que alguns trabalhos já mostravam que as pessoas com atividade física mais intensa respondem melhor a vacina. “Isso é bem observado quando temos os pacientes com o comprometimento do sistema imune e observa-se claramente, sempre uma melhor resposta da vacina, porque naturalmente eles teriam uma pior resposta e quando compara-se com pessoas sedentárias, pessoas com atividade moderada ou intensa e resposta a produção de anticorpos, as pessoas com atividade física respondem melhor as vacinas”, afirma.

Ativação do sistema imune

O especialista destaca que entre os motivos está a ativação inflamatória que a atividade proporciona ao organismo. “A atividade física provoca a ativação do sistema imune pelas microlesões que causam no sistema muscular e no organismo como um todo. Há essa ativação inflamatória, ou seja, o organismo está pronto para uma resposta e essa prontidão faz que quando se faça a vacina, a resposta seja mais acentuada”, esclarece.

“Um outro fator talvez, seja que essas pessoas são mais preocupadas em ter um hábito de vida saudável, com uma alimentação melhor. Mas, claramente a atividade física estimula a resposta inflamatória e consequentemente a reposta a vacina. As pessoas fisicamente ativas tem uma resposta melhor para a vacina, e até a própria Covid. Ela pode ter uma doença grave, mas quando se compara grupos, vemos que o ativo em relação as atividade físicas tem uma resposta melhor a vacina e a doença”, avalia o médico.   

O professor e doutor em Educação Física, Iransé Oliveira explica que não é de hoje que já se sabe sobre a importância e benefícios da prática de exercícios físicos para o organismo. “Diversos estudos ao longo dos anos vem demonstrando essa importância. O que é novo, é em relação a pandemia e os efeitos potencializadores que os exercícios tem ao encontrar um organismo vacinado”, disse.

“O que acontece é que a prática de atividade física, em especial quando ela tem uma intensidade moderada ou intensa, mobiliza as células que são as responsáveis pela vigilância do nosso corpo e de certa forma ao mobilizar essas células, ela desperta o sistema imune e fica muito mais ávido por manter o nosso organismo em condições de combater células invasoras, em especial vírus e bactérias”, completou.

Na avaliação de Iransé Oliveira, o exercício físico age reforçando o organismo e em conjunto com a vacina reforça o sistema imune. “A soma faz com que o organismo tenha uma resposta a vacinação mais ampla. Por isso, é importante nos mantermos ativos. A recomendação é que a gente faça no mínimo 30 minutos, mas vários estudos vem apontando cerca de 50 minutos de atividade física. Se a pessoa se mantém ativa ao longo do seu cotidiano já faz muita diferença”, destaca.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.