“Até que se prove, estou do lado dele”, diz líder da bancada do Podemos sobre Feliciano

José Nelto afirma que correligionário segue as orientações do partido. Marcos Feliciano corre risco de ser expulso por cogitar ser vice de Bolsonaro em 2022

Deputados federais: pastor Marco Feliciano e José Nelto | Fotos: reprodução

O deputado José Nelto (Podemos) conversou com o Jornal Opção nesta terça-feira, 22, e defendeu o seu correligionário Marco Feliciano, convocado pela sigla em São Paulo a dar esclarecimentos sobre acusações de que teria cogitado uma possível composição de chapa com Bolsonaro em 2022.

Para Nelto, o imbróglio é regional, ficando restrito a São Paulo. “Como líder da bancada eu não comento esse tipo de desavença, mas até que se prove eu estou do lado do Feliciano”, defendeu o parlamentar goiano, que afirma: “Na Câmara ele [Marco Feliciano] segue todas as votações”, afastando a tese de infidelidade partidária.

Solicitação de esclarecimento

A informação sobre o convite feito pelo presidente do partido em São Paulo, Mario Covas Neto a Feliciano foi publicada pela jornalista Mônica Bergamo, em sua coluna na Folha de S. Paulo. Segundo a jornalista, a solicitação teria sido motivada por outros correligionários, que questionam junto ao presidente Mario Covas declarações de Feliciano.

Para os parlamentares não satisfeitos, as declarações enfraquecem o candidato natural do partido ao pleito presidencial de 2022: o senador Álvaro Dias.

Entre as frases destacadas está a declaração de que, em 2022, Bolsonaro  “terá um vice-presidente evangélico”  e se colocou à disposição.  A jornalista destaca que Mario afirmou que de fato Feliciano estaria indo contra o caminho estabelecido pelo partido, de ser independência ao governo.

Sobre 2022, José Nelto afirma que não está na hora de discutir o pleito presidencial e resumiu a confusão a questão local.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.