Assinatura que liberará R$ 1,9 bilhão da Caixa para a Celg já tem hora marcada

Está prevista para o final da tarde desta terça-feira (2/9) a assinatura entre a Celg e a Caixa Econômica Federal (CEF) que possibilitará a liberação do empréstimo de R$ 1,9 bilhão para a companhia goiana, que encontra-se em processo de federalização a partir da transferência de 51% das suas ações à Eletrobras. Segundo fonte ouvida pelo Jornal Opção Online, no ato da assinatura, que deve se dar entre as 16h e as 17h, está prevista uma coletiva de imprensa na sede da CelgPar, no Jardim Goiás. Na ocasião, representantes da empresa e da CEF devem explicar sobre os termos contratuais, como, por exemplo, a destinação do recurso.

Conforme noticiado anteriormente, dentre os destinos do montante está o investimento de R$ 300 milhões na rede elétrica do Estado, além do pagamento às prefeituras goianas de R$ 30 milhões de ICMS (Imposto sobre Operações relativas à Circulação de Mercadorias e sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação).

A promessa de compra e venda foi assinada na semana passada pelos conselhos das empresas e motivou diversas críticas por parte da oposição, que alega que o acordo prejudica o Estado e teria cunho eleitoral. Governistas refutam as críticas e defendem que a assinatura se dá após estudos e que, diferente do que oposicionistas têm divulgado, a transferência renderá bilhões aos cofres estaduais após a prorrogação por mais 30 anos da concessão de exploração.

Na última segunda-feira (1º) o jornal Valor Econômico noticiou que a negociação deixou a direção da Eletrobras dividida. A votação que antecedeu a assinatura da promessa se deu com uma abstenção, um voto contrário e seis a favor, sendo que pelo menos três desses seis teriam sido proferidos de forma “contrariada”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.