“Assembleia é de paz”, diz Helio de Sousa sobre ameaças de presidente da Câmara de Goiânia

No último dia 24 de junho, Anselmo Pereira (PSDB) disse que vereadores poderiam “quebrar tudo” caso fossem desrespeitados

Helio de Sousa (à esquerda) e Anselmo Pereira não se reuniram até o momento | Fotos: Câmara de Goiânia e Assembleia Legislativa/Reprodução

Helio de Sousa (à esquerda) e Anselmo Pereira não se reuniram até o momento | Fotos: Câmara de Goiânia e Assembleia Legislativa/Reprodução

O presidente da Assembleia Legislativa, o deputado estadual Helio de Sousa (DEM), foi sereno ao comentar, nesta segunda-feira (29/6), as falas do presidente da Câmara Municipal de Goiânia, Anselmo Pereira (PSDB), que deu ordem expressa para que os vereadores “quebrem tudo” caso sejam mal tratados na sede do Poder Legislativo do estado.

“A Assembleia é lugar de paz, é tranquilo. Não justifica que qualquer pessoa seja impedida”, relata o democrata ao Jornal Opção Online. Helio de Sousa ficou sabendo dos comentários após contato da reportagem e disse que teceria outros comentários após conversar com o chefe de segurança da Casa para se inteirar.

Neste mês, dois vereadores reclamaram do tratamento que têm recebido na Assembleia. No dia 11, Paulo da Farmácia (Pros) foi impedido de entrar no plenário por seguranças. Já Felisberto Tavares (PR) afirmou que nunca conseguiu falar com o líder do Governo, José Vitti (PSDB), para tratar de uma emenda ao projeto de cria novos colégios militares em Goiás. “Vereador e cachorro vira-lata é a mesma coisa na Assembleia”, disse o republicano.

“Fiquei muito ofendido com o posicionamento daquela Casa por não deixar eu entrar no plenário para cumprimentar os meus colegas deputados. Então, fica aqui o meu repúdio e tenho certeza que vamos continuar recebendo os nossos deputados de portas abertas da mesma forma, pois o nosso tratamento é diferenciado”, disse Paulo, na sessão do dia 25.

Em resposta, Anselmo retrucou, em referência à Assembleia: “Seus asseclas [defensor ou seguidor apaixonado] e aqueles que se acham donos do poder (…) vão respeitar vereador em Goiânia, de um jeito ou de outro. Vai na boa, na boa conversa. Os senhores têm a minha ordem expressa: quebrem tudo”, exclamou, emendando que poderia partir para agressão física caso ele ou algum colega fosse desrespeitado novamente.

Desde os episódios, Anselmo tem dito que pretende se reunir com o presidente da Assembleia para tratar sobre o assunto e tece críticas a Helio de Sousa. Helio adiantou que pretende visitar todos os poderes de Goiânia, inclusive o Poder Legislativo da capital.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.