Articulação de Wilder Morais garante recursos para cirurgias bariátricas no HGG

Evento nesta terça-feira marcou início de nova fase da unidade, que agora passa a ser a única do Estado habilitada com Serviço de Atenção à Obesidade 

Evento no Hospital Estadual Alberto Rassi (HGG), na manhã desta terça-feira (7/11), marcou o início de uma nova fase na unidade. A partir de agora, o hospital é o único do Estado habilitado com Serviço de Atenção à Obesidade no Estado de Goiás.

Com isso, a meta de procedimentos cirúrgicos para os pacientes com obesidade mórbida aumenta de 6 para 12 por mês, o dobro do que é realizado atualmente. O processo de habilitação durou cerca de três anos, e para isso foram realizadas diversas adequações na unidade para atender as normas da Vigilância Sanitária.

Os recursos e a habilitação foram articulados juntos ao Ministério da Saúde pelo senador Wilder Morais (PP) e pelo ex-secretário municipal de Saúde Fernando Machado, que representou o ministro Ricardo Barros durante evento nesta terça. Na ocasião, a equipe técnica do HGG fez questão de agradecer o empenho de ambos para a habilitação da unidade.

Durante a solenidade, o senador Wilder ainda lembrou que deve ser liberado em breve pelo Ministério da Saúde o montante de R$ 6 milhões para a instalação do Centro Diabético de Goiânia. Idealizado pelo vereador Jorge Kajuru (PRP), o recurso foi conseguido também por uma articulação entre o ministro Ricardo Barros e Wilder, e ainda contou com ajuda da família do apresentador José Luiz Datena.

O hospital, localizado no setor Cidade Jardim, será gerido pela organização social Instituto de Desenvolvimento Tecnológico e Humano (IdTech). Apesar de ter se comprometido, a gestão do prefeito Iris Rezende (PMDB) nada fez para a viabilização do centro, que será mantido, inicialmente, com recursos do vereador por Goiânia. “Vamos inaugurar o hospital, que será referência no Brasil. Conseguimos a liberação do recurso por parte do governo federal e agora as cirurgias terão início”, explicou Kajuru, em entrevista recente ao Jornal Opção.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.