Após “reprovação” do curso de medicina, PUC-Goiás decide não se pronunciar sobre o caso

Mesmo com a grande repercussão, assessoria da universidade informou ao Jornal Opção Online que não comentará nota 2 no Conceito Preliminar de Curso (CPC)

A Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC-Goiás) decidiu que não vai se pronunciar sobre a “reprovação” do curso de medicina no Conceito Preliminar de Curso (CPC).

De acordo com informações da assessoria de imprensa da universidade, a nota 2 obtida em 2013 — considerada insatisfatória pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) — não será explicada.

O resultado divulgado na última quinta-feira (18/12) afere a qualidade da educação superior no Brasil e é um indicador de qualidade das graduações, que leva em consideração o rendimento dos estudantes, a infraestrutura da instituição, organização didático-pedagógica e o corpo docente.

O CPC avalia os cursos em uma escala de 1 a 5, em que são considerados satisfatórios os cursos com conceito 3 ou mais. Cursos que obtiverem CPC 1 e 2 — caso da PUC Goiás — são incluídos no cronograma de visitas dos avaliadores do Inep.

Por outro lado, o curso de medicina da Universidade Federal de Goiás (UFG) obteve nota 4.

Ao Jornal Opção Online, a assessoria de imprensa do Conselho Regional de Medicina de Goiás (Cremego) relatou que o presidente, Erso Guimarães, ainda não se posicionou sobre o caso, mas que, em breve, entrará em contato.

Enade

Já no Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade), a PUC-Goiás obteve nota, no curso de medicina, um pouco melhor — 3. Ao passo que a UFG obteve nota máxima. Este índice avalia o desempenho dos estudantes a partir dos resultados obtidos no exame.

No Índice Geral de Cursos (IGC) a UFG e o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Goiano (IFG) obtiveram nota 4 no Índice Geral de Cursos (IGC) — indicador de qualidade que avalia as instituições de educação superior. A PUC-Goiás, por sua vez, foi com nota 3, junto com a Universidade Estadual de Goiás (UEG). A faculdade Cambury obteve 2 — abaixo no nível satisfatório. Já a Faculdade de Tecnologia Senac Goiás obteve nota 3 no índice.

A publicação das notas foi feita em Diário Oficial, e apontou também o Conceito Preliminar de Curso (CPC) e o Conceito do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade).

Deixe um comentário