Após projetos polêmicos, Assembleia cria portal para debates

Iniciativa vem na sequência de apresentação de matérias inusitadas, como a Bolsa Arma e a que determina tempo para entrega de lanches de redes fast-foods

Portal para debater projetos será lançado ainda em jundo, disse Helio de Sousa  | Foto: Marcello Dantas

Portal para debater projetos será lançado ainda em jundo, disse Helio de Sousa | Foto: Marcello Dantas

Em tempos de apresentação de projetos polêmicos e da repercussão nacional dos casos de servidores fantasmas, a Assembleia Legislativa irá lançar, ainda neste mês, portal para que o internauta possa debater matérias apresentadas na Casa.

A promessa foi detalhada pelo presidente Helio de Sousa (DEM), nos corredores da Assembleia, na manhã de quinta-feira (11/6). A intenção é criar interatividade com o cidadão a partir da nova ferramenta. “É para que a população possa se manifestar e também tenha interação com os deputados”, informou.

Recentemente, propostas polêmicas foram apresentadas e ganharam os debates nas redes sociais. Por exemplo, a que institui a Bolsa Arma, do deputado Major Araújo (PRB). A matéria prevê a criação de um subsídio de até R$ 1 mil do governo estadual destinado à compra de armas legalizadas.

Outro que chamou a atenção foi o que determina prazo para a entrega de comidas fast-food de todo o estado, apresentado por Marquinhos Palmerston (PSDB). Segundo o tucano, o tempo máximo é de 50 minutos, em dias úteis, e de 60, nos finais de semana e feriados.

Helio de Sousa afirmou ainda que será implantada “ação jornalística” no atual site da Assembleia. “É para que se torne mais dinamizado. Após o deputado usar o pequeno expediente o relato deverá estar disponível em cinco minutos na internet.”

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.