Após prisão de Sara Winter, grupo solta fogos em frente à PF

Poucas pessoas participaram da ação, segurando faixas com os dizeres ” 300 do Brasil” e “#Saralivre

O grupo direita denominado “300 do Brasil” soltou fogos de artifício próximo à sede da Polícia Federal nesta segunda-feira, 15 após sua líder, a militante bolsonarista Sara Winter, ser presa.

Poucas pessoas participaram da ação, segurando faixas com os dizeres ” 300 do Brasil ” e “Sara Livre”. Além de Sara Winter , outros cinco membros do grupo também foram presos nesta manhã por pedido do ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes, relator do inquérito das fake news.

Neste sábado, 13, manifestantes a favor do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e contra o STF também dispararam fogos em direção ao prédio da corte . O ato foi visto como antidemocrático e repudiado pelo Supremo. O protesto será investigado pelo Ministério Público Federal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.