Polícia Civil evita massacre em escolas de Goiânia

A delegada titular da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), Marcella Orçai, dará uma entrevista coletiva sobre o caso nesta tarde

DPCA | Foto: reprodução

Policiais civis da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) de Goiânia, cumpriram um mandado de busca e apreensão contra um adolescente, de 16 anos, nesta quinta-feira, 27, após descobrir a intenção de ataques a escolas da Capital. Ação foi feita após investigação na troca de mensagens de celular do jovem.

No aparelho celular do adolescente, foram encontrados inúmeros indícios de participação em grupos que planejam massacres a unidades de ensino, além de apoio ações e doutrina nazista. Além de anotações e desenhos feitos à mão, cujas imagens são de cunho violento e enaltecem o nazismo por meio de dizeres e símbolos.

Foto: divugação

Durante a apreensão foi feito um Boletim de Ocorrência Circunstanciado contra o adolescente na Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), e logo após ele foi encaminhado à Depai para os procedimentos padrões.

Operação contou ainda com apoio da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Cibernéticos (DERCC), da Homeland Security Investigations da Embaixada dos Estados Unidos no Brasil, e Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça, através do Laboratório de Operações Cibernéticas .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.