Após encontro com Jereissati, Marconi volta a defender união do partido

Governador tucano disse que se preocupa mais com unidade do PSDB do que com saída do governo Temer 

Tasso Jereissati e Marconi Perillo | Foto: divulgação

O governador de Goiás, Marconi Perillo, se reuniu na tarde desta terça-feira (7/11), com o presidente interino do partido, senador Tasso Jereissati (CE), no Congresso Nacional, para tentar costurar um acordo na disputa ao diretório nacional do PSDB.

Apesar do clima amistoso entre os dois, que trabalham para suceder Aécio Neves (MG) no comando do tucanato, ainda não houve acordo. O encontro serviu para discutir os rumos a serem tomados nos próximos meses.

Isso porque, cada vez mais, a uma cobrança de uma ala do partido para deixar o governo do presidente Michel Temer (PMDB). Tasso defende uma saída imediata, enquanto o governador goiano é menos radical e defende um rompimento “natural e elegante”.

Em coletiva de imprensa, Marconi afirmou que está mais preocupado com a união do partido do que com os ministros tucanos entregarem os cargos. “O que me importa mais é unidade nossa, em torno de teses e ser vitoriosas ano que vem”, respondeu.

Para ele, é preciso construir uma candidatura à Presidência da República que “aglutine” não só outros partidos, mas bons projetos para o Brasil. “Temos que dar ênfase em políticas para combater desigualdades sociais, que tratem das reformas, a privatização em algumas áreas, que precisam ser privatizadas, e a modernização do País”, defendeu. 

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.