Após edição polêmica com “placar da pegação”, Inter UFG divulga ação contra machismo

Em vídeo empoderador divulgado nas redes sociais, alunas de diversos cursos da Federal goiana aparecem reagindo a comentários machistas e se livrando de rótulos

Um ano após causar polêmica nas redes sociais por conta de uma disputa de cunho machista entre os universitários, os Jogos Internos da Universidade Federal de Goiás (UFG), conhecido por Inter UFG, resolveu apostar no empoderamento feminino em uma ação divulgada nas páginas oficiais do evento.

“A nossa pegada agora é respeitar geral! Seja você quem for, seja o que fizer!”, diz a legenda da publicação. Em vídeo, alunas de diversos cursos da Federal goiana aparecem reagindo a comentários machistas, comuns no evento universitário, e se livrando de rótulos. “O Inter respeita as minas e você?”, questiona o post, já no final da gravação. (Confira abaixo)

No ano de 2016, o torneio foi alvo de controvérsia e chegou a sofrer sanção por parte da universidade, que proibiu a organização do evento de continuar usando o nome da instituição. A polêmica foi causada após a divulgação de uma espécie de pontuação que classificava mulheres por beleza e cor da pele, e serviria de parâmetro para uma competição entre os homens para ver quem conseguia ficar ou transar com mais mulheres durante os quatro dias da festa.

À época, a organização do Inter emitiu nota de repúdio ao “placar da pegação”, dizendo que não apoiava qualquer esquema de pontuação de conotação sexual.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.