Após decisão do STF, outros 32 processos da Lava Jato também podem ser anulados

Dentre as sentenças está a que condenou o ex-presidente Lula a 12 anos e 11 meses de prisão

Após a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) em anular a condenação do ex-presidente da Petrobras e do Banco do Brasil, Aldemir Bendine, outras 32 sentenças poderão também ser anuladas. Entre elas, a decisão que levou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva à prisão.

Os números foram divulgados nessa quinta-feira, 29, pela força-tarefa em Curitiba, a qual se mostrou contrária à decisão do Supremo. O argumento utilizado pelos ministros é de que a medida é uma forma de garantir o direito à ampla defesa.

Já o processo de Lula tramita em segunda instância, e ainda não foi julgado pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4). Caso seja anulado, ele volta para a fase de alegações finais, em primeira instância.

A sentença do ex-presidente foi proferida pela juíza Gabriela Hardt, condenando-o a 12 anos e 11 meses de prisão por lavagem de dinheiro e corrupção no caso do sítio de Atibaia. Antes de apresentar as alegações finais nesta ação penal, no entanto, a defesa de Lula também chegou a pedir que pudesse apresentar seus memoriais somente depois dos delatores.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.