Após AVC hemorrágico, Ariano Suassuna é internado

Escritor deu entrada no hospital às 20h e passou por procedimento cirúrgico. Em agosto do ano passado, ele sofreu um infarto no miocárdio e aneurisma cerebral

Suassuna foi internado após AVC hemorrágico, na noite de segunda-feira | Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

Suassuna foi internado após AVC hemorrágico, na noite de segunda-feira | Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

O poeta paraibano Ariano Suassuna sofreu um Ataque Vascular Cerebral (AVC) hemorrágico na noite de segunda-feira (21/7), em Recife. O dramaturgo foi internado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Real Hospital Português. O quadro de saúde dele é considerado grave, mas estável.

Aos 87 anos, o escritor foi internado com sangramento intracraniano às 20h, sendo levado para a sala de cirurgia. O procedimento terminou por volta de 23h e foi considerado bem sucedido pelos médicos. Na sequência, Suassuna foi encaminhado à UTI Neurológica, sem previsão para alta. A internação vem após 11 meses de um infarto no miocárdio e um aneurisma cerebral.

Segundo a assessoria de Suassuna, ele estava “bem” e “animado” na última sexta-feira (18), quando participou de evento literário, no Agreste; um dia depois, tirou fotografias com fãs. No início do mês, participou de encontro da militância do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos (PSB), candidato à presidência da República, projeto ao qual é engajado.

Em agosto de 2013, o poeta nordestino foi internado no mesmo hospital depois de comprometimento cardíaco, considerado de pequenas proporções. No outro dia, retornou à unidade de saúde após ser encontrado desacordado por familiares no chão de casa.

Nascido em 16 de junho de 1927, em João Pessoa, Suassuna é autor de obras como Uma Mulher Vestida de Sol, Romance da Pedra do Reino e O Auto da Compadecida.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.