Após 40 anos de hiato, a banda ABBA volta com álbum inédito

O último álbum de estúdio do grupo foi em 1981; eles emplacaram nos anos 1970 hits como “Dancing Queen”, “Mamma Mia”, “Waterloo” e “Gimme Gimme Gimme”

Nesta sexta-feira, 5, o álbum “Voyage” da banda ABBA chega em todos os serviços de streaming. A banda sueca voltou a fazer música, após 40 anos de hiato e pretendem realizar um show revolucionário em Londres usando apenas hologramas dos componentes da banda.

A última vez que o grupo lançou algum projeto foi em 1981, um ano antes de se separarem. Voyage foi anunciado em setembro, durante uma cerimônia feita em várias capitais. O álbum que é composto por 10 canções e integra um projeto de shows com hologramas que eles classificaram como “revolucionários”. As apresentações estão marcadas para maio de 2022.

O concerto seria realizado de forma que o próprio ABBA irá cantar, mas no palco os integrantes vão controlar os movimentos de seus avatares, que irão representá-los com a aparência de 1979. Os efeitos especiais do show foram feitos pelo mesmo estúdio de “Guerra nas Estrelas”.

Foi durante o planejamento desse show ambicioso, em 2018, que o grupo teve a ideia de produzirem um novo álbum. “Se o álbum não fosse bom o suficiente, não teríamos feito nada”, disse Benny Andersson em entrevista ao jornal sueco “Dagens Nyheter”.

“Não temos que provar nada, o que importa se as pessoas acham que éramos melhores antes?”, disse Andersson sobre as comparações que o álbum pode sofrer.

A banda lendária está gerando expectativas em fãs de várias gerações. O estudante de design gráfico, Rafael Rocha, 23, disse que espera que o álbum tenha “músicas dançantes na onda disco que o ABBA sempre trouxe e com letras carregadas de emoção”. Sobre a ideia de usar hologramas nos shows, Rafael disse que “a ideia de usar a tecnologia de projeções ainda me é estranha”, contudo ele tem certeza que “no fim das contas, o que importa são as canções, e isso o público com certeza vai receber e se emocionar”.

Os integrantes Benny Andersson, 74, e Björn Ulvaeus, 76, Agnetha Fältskog, 71, e Anni-Frid Lyngstad, 75 afirmaram que esse será de fato o último álbum da banda.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.