Após 33 anos, Geraldo Alckmin deixará PSDB

O tucano vem perdendo espaço no partido desde o seu péssimo desempenho nas últimas eleições

O ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, revelou em entrevista à TV Tribuna, afiliada da Rede Globo, que deve deixar o Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) nas próximas semanas. O político está no partido que ajudou a fundar desde 1988 e já governou São Paulo por quatro mandatos. A justificativa seria o seu desempenho ruim nas últimas eleições de 2018 para presidente, que o fizeram perder espaço na legenda.

“Eu devo realmente sair e a definição deve ocorrer nas próximas semanas”, disse o tucano. Nas eleições de 2018, Alckmin recebeu apenas 5% dos votos o que configurou como o pior desempenho de uma campanha presidencial do partido. O resultado teria feito com que o tucano perdesse espaço dentro do próprio PSDB. Ele está sendo cotado para se filiar no PSD ou DEM.

Mesmo em uma fase transitória, Alckmin não descartou uma possível candidatura a governador. “Nosso dever sempre estar à disposição para servir à população”, afirmou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.