Após 16 anos em obras, novo Hospital das Clínicas deve ficar pronto em 2018

Emendas parlamentares empenhadas garantirão conclusão da unidade, diz reitor da UFG

Reitor Orlando Amaral apresenta dados durante o café da manhã | Foto: Larissa Quixabeira

Em café da manhã com parlamentares de Goiás nesta segunda-feira (2/10), o reitor da Universidade Federal de Goiás (UFG), Orlando Amaral, anunciou que os recursos para a conclusão do novo Hospital das Clínicas (HC) já foram empenhados.

Com isso, será possível finalizar as obras, que se arrastam há 15 anos e sofreram paralisações neste ano por falta de pagamento às construtoras.

“As emendas [de bancada] é que estão viabilizando a construção do hospital. A previsão é que se encerre no final do ano que vem, temos todos os recursos empenhados, ou seja não há mais problemas orçamentários, obra totalmente licitada e agora é o tempo de execução. Há duas empresas trabalhando”, explicou em coletiva de imprensa.

Desde 2002, quando foi iniciada, o novo HC foi orçado em R$ 150 milhões, sendo apenas R$ 30 milhões do governo federal, por meio do Ministério da Saúde. “Será o maior hospital universitário do país e garantirá atendimento gratuito a goianienses e goianos”, concluiu.

Histórico

A conclusão do novo prédio do HC estava prevista para novembro de 2018, mas as paralisações ocorridas neste ano afetaram o cronograma — a expectativa é que seja em dezembro.

A nova unidade está sendo construída na mesma quadra da atual sede e será o maior hospital de uma universidade federal brasileira, com 20 andares e 600 leitos, dobrando a capacidade atual.

O novo HC terá, ainda, um andar destinado somente à maternidade, com capacidade de atendimento a gestantes de alto risco, equipado com UTI neonatal e centro obstétrico. Outro andar será exclusivo para a internação de pacientes transplantados, e outros dez pavimentos vão abrigar centros cirúrgicos, UTI e estruturas de apoio ao funcionamento da unidade.

 

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.