Aparecida tem maior incidência da Covid-19 entre os municípios goianos

Mesmo com alta na transmissão da doença, o Município optou por colocar em prática o  isolamento social intermitente por escalonamento, destoando das medidas adotadas em Goiânia

Aparecida de Goiânia tornou-se a cidade goiana com maior incidência da Covid-19 entre as cidades com mais de 100 mil habitantes (8.658,7 por 100.000 habitantes). Os dados estão disponíveis no painel Covid de Goiás desta segunda-feira, 15. Embora o número revele um alerta em relação ao avanço da doença, a gestão do Município iniciou um cronograma de isolamento intermitente – permitindo a reabertura do comércio considerado não essencial, em dias determinados de acordo com a macrozona que esteja localizado. 

Há duas semanas, o prefeito de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha (MDB), e o prefeito de Goiânia, Rogério Cruz (Republicanos), encabeçaram um movimento que acabou envolvendo todos os prefeitos da região metropolitana. Frente ao crescimento dos casos da Covid-19, que já deixava a ocupação de leitos acima de 90%, medidas de restrições foram decididas e implementadas de forma conjunta.

Após duas semanas, a Prefeitura de Goiânia mantém as restrições, mesmo enfrentando forte pressão da classe empresarial, que tem organizado movimentos e protestos. Já a Prefeitura de Aparecida de Goiânia, permitiu uma flexibilização para o setor comercial, e decidiu pelo modelo de isolamento social intermitente por escalonamento regional. Na prática as duas cidades deixam de estar em consonância em relação às medidas de restrições e de enfrentamento a Covid-19, mesmo sendo cidades cujos os limites territoriais se confundem. 

A abertura do comércio num momento ainda considerado crítico e com demanda de UTI acima da capacidade disponibilizada pelos municípios e Estado é preocupante. Segundo dados do complexo Regulador Estadual de Goiás, na tarde desta segunda-feira, havia 306 pedidos para internação em UTI e 233 de enfermaria.

Em nota, a assessoria de imprensa da Prefeitura de Aparecida de Goiânia apontou que “o isolamento social intermitente se soma aos esforços da Secretaria de Saúde de Aparecida para conter a doença.”

Veja nota na íntegra

O Comitê de Prevenção e Enfrentamento à Covid-19 em Aparecida de Goiânia esclarece que o modelo de isolamento social intermitente por escalonamento regional é semelhante ao modelo 14 por 14 dias. Considerando um ciclo de 28 dias, cada macrozona vai fechar 14 dias também. Além disso, várias atividades econômicas não essenciais estão com as atividades suspensas, independente do escalonamento regional.

O escalonamento regional praticamente suspende tudo entre segunda e sexta-feira na macrozona fechada – até supermercados.

As exceções ao escalonamento são mínimas e todos devem seguir o rigoroso protocolo de segurança sanitária.

O nível de restrições são ditadas pela Matriz de Risco. São quatro estágios de risco: estável (verde), moderado (amarelo), alto (laranja) e altíssimo (vermelho). Atualmente, Aparecida encontra-se no estágio de risco alto – laranja. 

Fiscalização, previsibilidade e adesão da população são indicadores da aprovação do isolamento social intermitente por escalonamento regional.

O Comitê Prevenção e Enfrentamento à pandemia em Aparecida ressalta ainda que o isolamento social intermitente se soma aos esforços da Secretaria de Saúde de Aparecida para conter a doença.

A Prefeitura de Aparecida de Goiânia, por meio da Secretaria de Saúde, com a sua estratégia de enfrentamento à pandemia, desde março de 2020, baseada nas orientações da Organização Mundial de Saúde (OMS), tem cumprindo os esforços para combater a doença e preservar vidas. 

A Prefeitura testa, monitora e cuida. Com testagem em massa – já fez mais de 220 mil testes RT-PCR – e segue testando acima de 1000 pessoas por dia, monitorando os casos ativos para evitar internação e ampliando leitos hospitalares e ampliou pra mais de 320 leitos hospitalares sendo 140 UTIs. 

Comitê de Prevenção e Enfrentamento à Covid-19 de Aparecida é formado por membros das pelas secretarias da Prefeitura de Aparecida, Ministério Público, Defensoria Pública, Câmara de Vereadores, Associação Comercial e Industrial de Aparecida de Goiânia (Aciag), Associação dos Feirantes (Afag), Associação Comercial, Industrial e Empresarial da Região Leste de Aparecida (Acirlag) e Sebrae Goiás – Regional Aparecida. Todas as decisões são tomadas com base em análise técnica do cenário epidemiológico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.