Aparecida de Goiânia registra a menor redução na demanda do transporte coletivo

Goiânia teve taxa de redução de 45%, enquanto Aparecida reduziu somente 34% durante horário de pico da manhã

Ônibus da RMTC Aparecida. | Foto: divulgação

Segundo dados da RedeMob consórcio divulgados nesta segunda-feira, 29, Aparecida de Goiânia apresentou a menor redução de fluxo de passageiros neste início de semana na faixa horária das 6 horas da manhã. Enquanto a capital goiana teve 45% de redução, Aparecida teve somente 34%. Em Goiânia, nesta manhã, ainda foi registrado um caso de vandalismo no terminal Praça da Bíblia.

Ainda de acordo com o levantamento, a demanda registrada pela RMTC (40%) apresentou menor percentual que a do Eixo Anhanguera, que terminou o horário de pico da manhã com 44% de redução, a mais expressiva do período. Além disso, a RedeMob afirma que A maioria dos terminais permanece sem aglomeração de pessoas nas entradas.  

Problemas pontuais

Das ocorrências realizadas na manhã sexta segunda-feira, estão um veículo da linha 213 – Hidrolândia que sofreu falha mecânica e teve atraso na substituição. Revoltados, usuários fizeram uma pequena manifestação no local. Também foi registrado caso de vandalismo em um ônibus da linha 932 por um cliente que não se enquadrava na classe de trabalhadores essenciais estabelecida Decreto Municipal.

O homem, que desejava embarcar no horário de pico – faixa horária entre 5h45 e 7h15 para uso prioritário do transporte público coletivo –, foi orientado pelo motorista, mas ao sair do veículo, chutou a porta e quebrou o vídeo. O veículo teve que ser substituído. 

Em nota, a RedeMob Consórcio repudiou atos de violência e pediu aos clientes que seguissem as regras dos Decretos Estadual e Municipal de combate à pandemia de Covid-19. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.