Antes ao lado de Cunha, oposição agora pede afastamento do presidente

PSDB, DEM, PPS e PSB querem a saída do presidente, após denúncias de corrupção e desvio de dinheiro da Petrobras

Carlos Sampaio, líder do PSDB na Câmara, e o presidente Eduardo Cunha | Foto: reprodução / Agência Cunha

Carlos Sampaio, líder do PSDB na Câmara, e o presidente Eduardo Cunha | Foto: reprodução / Agência Cunha

Líderes da oposição decidiram se posicionar pelo afastamento do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Antes defensores e entusiastas, parlamentares do PSDB, DEM, PPS e PSB divulgaram nota em desfavor do deputado peemedebista.

O texto, publicado no site do Partido Popular Socialista, explica que a mudança de posicionamento se dá ante as denúncias veiculadas recentemente pela imprensa.

Documentos da promotoria da Suíça revelaram que dinheiro desviado de contrato da Petrobras abasteceu contas atribuídas a Cunha. Entre as mordomias pagas com recursos públicos estariam até gastos da família do deputado com aulas de tênis na Europa.

“Sobre as denúncias contra o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, noticiadas pela imprensa, os líderes Carlos Sampaio, Arthur Maia, Fernando Bezerra Filho, Mendonça Filho, Rubens Bueno e Bruno Araújo, respectivamente do PSDB, Solidariedade, PSB, DEM, PPS e Minoria, entendem que ele deve se afastar do cargo, até mesmo para que ele possa exercer, de forma adequada, o seu direito constitucional à ampla defesa”, pede a nota.

Esta é a primeira vez que, oficialmente, os partidos oposicionistas se posicionam contra o presidente da Câmara — que já avisou que não renunciará ao cargo.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.