Anitta tem recurso judicial negado e pode ter passaporte e bens bloqueados

Cantora foi intimida em agosto a depositar R$ 2,8 milhões para ex-empresária e pode ser impedida de deixar o país até realizar depósito

A cantora Anitta teve recurso negado em processo judicial movido por sua ex-empresária, Kamilla Fialho. A informação é do portal UOL.

No processo, a ex-empresária acusa a cantora de quebra de contrato. Anitta foi intimida em agosto a depositar R$ 2,8 milhões, como multa da rescisão.

De acordo com a publicação, a funkeira pode, agora, ter o passaporte confiscado e ser impedida de sair do país até realizar o depósito. A artista também poderá ter os bens bloqueados.

“Anitta em total desrespeito a decisão judicial, não depositou a quantia e interpôs recurso”, informou o advogado de Kamilla Fialho, Leandro Gomes da Silva. “O recurso foi prontamente negado pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, em decisão de lavra do desembargador Adolpho Mello Junior”, acrescentou.

Anitta ainda não se manifestou sobre o caso.

Deixe um comentário