Atual presidente do Legislativo goianiense tem recebido críticas de colegas e não deve tentar a reeleição 

Presidente da Câmara Municipal de Goiânia, Andrey Azeredo | Foto: Alberto Maia

Questionado pelo Jornal Opção se estaria articulando uma possível candidatura à reeleição à Presidência da Câmara de Goiânia, o vereador Andrey Azeredo (MDB) desconversou.

“Pretendo realizar um 2018 de muito trabalho, com grandes realizações, austeridade, transparência e legalidade. Temos muito o que fazer, eleição é no mês de dezembro e isso não passa pela minha cabeça”, disse.

Mal avaliado pelos colegas, o emedebista não deve tentar um novo mandato à frente do Legislativo goianiense. A crítica principal é a alegada subserviência de Andrey Azeredo ao prefeito Iris Rezende e à primeira-dama, Íris de Araújo (ambos do MDB), que são seus padrinhos políticos.

Atualmente, há três nomes mais bem cotados para comandar a Câmara no biênio 2019-2020: Milton Mercêz (PRP), GCM Romário Policarpo (PTC) e Welington Peixoto (MDB).

Vale destacar que a eleição do novo governador de Goiás (em outubro deste ano)pode pesar, e muito, na articulação.