Andamento de obras do Hugo 2 é visto com bons olhos por ex-presidente do Cremego

Salomão Rodrigues disse que cronograma está dentro do prazo e que a aquisição de medicamentos está sendo fiscalizada. SES vai investir R$ 50 milhões em equipamentos

Profissional avaliou que o Hugo 2 vai sanar problemas estruturais na área da saúde. Foto: Marcello Dantas/Jornal Opção Online

Profissional avaliou que o Hugo 2 vai sanar problemas estruturais na área da saúde. Foto: Marcello Dantas/Jornal Opção Online

Durante a visita técnica ao Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo 2), na Região Noroeste da capital, o médico psiquiatra e ex-presidente do Conselho Regional de Medicina em Goiás (Cremego) Salomão Rodrigues afirmou que o andamento das obras lhe causou surpresas. “Estamos vendo a possibilidade de atender melhor a sociedade em um hospital que tenha equipamentos e medicamentos necessários para o atendimento”, avaliou ele em entrevista ao Jornal Opção Online na manhã desta terça-feira (6/5). O Hugo 2 está previsto para ser lançado ainda nesse semestre, mas sem data definida.

Ele relatou que a classe médica há tempos reivindicava a construção de um centro hospitalar do tipo para sanar a falta de estrutura e de atendimento à saúde na capital e Região Metropolitana. Após oito anos à frente do conselho, Salomão afirmou que tanto o Cremego quanto outras entidades estão fiscalizando o cronograma das obras e os processos de aquisição dos itens para atendimento.

A visita foi organizada pelo titular da Secretaria Estadual de Saúde (SES), Halim Girade, e o presidente da Agência Goiânia de Transportes e Obras Públicas (Agetop), Jayme Rincón com o objetivo de mostrar a deputados, vereadores e outras autoridades como está o andamento das obras da nova unidade. O Hugo 2 tem uma área construída de 27,7 mil metros quadrados e a previsão é que sejam feitos cerca de mil atendimentos diários em urgência, emergência e queimaduras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.