Amma e vereador se contradizem sobre quantidade de árvores que compensarão derrubada na 90

Agência garante que serão 15 por árvore derrubada, já Gustavo Cruvinel afirma que a proporção é de duas para cada uma perdida

Foto: Fábio Costa/Jornal Opção

Em decorrência das obras para construção da trincheira na Rua 90 com a Avenida 136, em Goiânia, inúmeras árvores precisaram ser retiradas do local. Em maio deste ano, a concessionária responsável pelas obras do BRT derrubou as palmeiras que delimitavam o antigo corredor de ônibus. Estima-se que mais de 1.000 espécies tenham sido derrubadas até então.

De acordo com a Agência Municipal de Meio Ambiente (Amma), haverá uma compensação ambiental após o término das obras, com o plantio de novas árvores. “Para cada espécie retirada, haverá a obrigação de plantio de 15 jerivás na calçada da Rua 90. A escolha de jerivá se deu por se tratar de uma palmeira mais rica de folhagem e seus frutos serem buscados como alimentação por determinadas aves”, disse o presidente Gilberto Martins Marque Neto.

Já o vereador Gustavo Cruvinel (PV) informou ao Jornal Opção que, para cada árvore retirada, será plantada o dobro [não 15, como afirmou a Amma]. “Há um comprometimento do prefeito Iris Rezende (MDB), juntamente com o presidente da Amma em recolocar as árvores, Goiânia não vai ficar prejudicada”. Segundo Gustavo, ele, enquanto presidente da Comissão de Meio Ambiente, fiscalizará a recolocação das árvores.

Ao término das obras, a Gerência de Arborização fará a vistoria do plantio para checar se ele foi realizado conforme consta no licenciamento ambiental emitido, informou a Amma.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.